A Gênese – Os tempos são chegado

A época atual é a da transição; os elementos das duas gerações se confundem. Colocados no ponto intermediário, nós assistimos à partida de uma e à chegada da outra, e cada uma já se assinala no mundo pelas características que lhe são próprias.As duas gerações que se sucedem têm ideias e pontos de vista opostos. Pela natureza das disposições morais, mas, sobretudo, pelas disposições intuitivas e inatas, é fácil distinguir a qual das duas pertence cada indivíduo.Devendo fundar a era do progresso moral, a nova geração se distingue por uma inteligência e uma razão, geralmente precoces, aliadas ao sentimento inato do bem e das crenças espiritualistas, o que é sinal indubitável de um certo grau de adiantamento anterior. Ela não será composta exclusivamente por espí-ritos eminentemente superiores, mas pelos que, já tendo progredido, estão predispostos a assimilar todas as ideias progressistas e aptos a secundar o movimento de regeneração.O que, ao contrário, distingue os espíritos atrasados, é, em primeiro lugar, a revolta contra Deus, pela recusa em reconhecer algum poder superior à humanidade; depois a propensão instintiva às paixões degradantes, aos sentimentos anti fraternos de egoísmo, de orgulho, de inveja, de apego a tudo o que é material.São esses os vícios de que a Terra tem que ser expurgada pelo afastamento daqueles que se recusam em se emendar, porque são incompatíveis com o reino da fraternidade, e porque os homens de bem sempre sofrerão com o seu contato; quando a Terra estiver livre deles, os homens caminharão sem empecilhos para o futuro melhor que lhes está reservado desde este mundo,como recompensa de seus esforços e de sua perseverança, enquanto esperam que uma depuração ainda mais completa lhes abra a entrada dos mundos superiores.28. Por essa emigração dos espíritos, não se deve entender que todos os espíritos retardatários serão expulsos da Terra e relegados a mundos inferiores. Muitos, ao contrário, aqui voltarão, uma vez que muitos cederam ao arrastamento das circunstâncias e do exemplo. Nesses, a aparência era pior do que o íntimo. Uma vez subtraídos à influência da matéria e dos preconceitos do mundo corporal, a maioria deles verá as coisas de uma maneira inteiramente diferente da que viam quando em vida, como nos provam numerosos exemplos. Nisso, eles são ajudados pelos espíritos benévolos que se interessam por eles e que se apressam em esclarecê-los e mostrar-lhes o falso caminho que seguiram. Nós mesmos, com as nossas preces e exortações, podemos contribuir para que se melhorem, porque há uma perpétua solidariedade entre os mortos e os vivos. A maneira pela qual se opera a transformação é muito simples, e, como se vê, ela é toda moral, e não se afasta em nada das leis da Natureza.

Que os espíritos da nova geração sejam novos espíritos melhores, ou os antigos espíritos que se melhoraram, o resultado é o mesmo; desde o instante em que eles apresentem melhores disposições, é sempre uma renovação. Assim, segundo as suas disposições naturais, os espíritos encarnados formam duas categorias: de um lado, os retardatários que partem, e do outro, os progressistas que chegam. A situação dos costumes e da sociedade estará, portanto, no seio de um povo, de uma raça, ou do mundo inteiro, diretamente relacionada com aquela categoria que,entre as duas, tiver preponderância.Para simplificar a questão, suponhamos, por exemplo, um povo com um grau qualquer de adiantamento, composto de vinte milhões de almas; a renovação dos espíritos se fazendo ao mesmo tempo e proporcionalmente às extinções, isoladas ou em massa, houve necessariamente um momento em que a geração dos espíritos retardatários prevalecia, em número, sobre a dos progressistas, que não comportava mais que raros representantes sem influência, e cujos esforços, para fazer predominar o bem e as ideias progressistas, estavam paralisadas. Ora, uns partindo e outros chegando, após um dado tempo, as duas forças se equilibram e sua influência se contrabalança. Mais tarde, os recém vindos estão em maioria e sua influência se torna preponderante,embora ainda entravada pela influência dos primeiros; estes con-tinuando a diminuir, enquanto que os outros se multiplicam, acabarão por desaparecer. Chegará, então, um momento em que a influência da nova geração será exclusiva; mas isso não pode se compreender se não se admite a vida espiritual independente da vida material